Seguidores

domingo, 15 de agosto de 2010

BLOGANDO SOBRE A DELICADEZA

DIÁRIO DA PROFESSORINHA...


Eu estava entusiasmada falando de Gregório de Matos Guerra. De repente batem à porta. Confesso que fiquei incomodada:

-Que foi?

-Sora, posso falar com o Duda?

-Depende... qual a professora mais bonita da escola?

-A senhora, claro.

-Então pode falar, mas bem rápido.

Duda saiu e eu, para fazer graça, segui o menino.

O colega disse:

-Vamu troca os tênis?

Duda disse:

-Vamu...

Curiosa, perguntei:

- Por que causa, razão e circunstância, vocês param uma bela aula, ministrada por uma não menos bela professora ( e modesta) e trocam os tênis? Alguma simpatia? Esta macumba eu desconheço, Por favor, me expliquem senão eu nem durmo direito esta noite ?



Foi Cotonho, o parceiro de Duda, que respondeu;

-Sora, eu tô de tênis novo e este a mãe disse que tem de durar até o final do segundo grau e é aula de educação física, daí eu uso o tênis do Duda que é mais “batido”.

A faculdade onde estudei não me ensinou como se faz para não chorar em uma hora dessas, mas tive uma brilhante saída, porque sou uma mulher brilhante ( e modesta).

-Galera, terminem de ler o “QUE FALTA NESTA CIDADE...” do Gregório de Matos, que a sora aqui está acometida de uma grande e forte dor de barriga. A turma caiu na risada, os mais atrevidos garantiam estar sentindo um cheiro estranho ( e foi então que eu chorei... sim... mulheres bonitas, brilhantes e inteligentes também choram. Eu chorei porque lembrei que um dia, numa cidadezinha muito distante daqui, existiu uma menininha que era muito gulosa e sempre levava duas merendas para a escola, mas não devorava os dois lanches, um sempre era reservado para um coleguinha mais pobre do que ela... Eu ando procurando esta menininha, mas o mundo anda tão feio que acho que ela nem quer mais morar por aqui).

Um comentário:

Mariana & Roberta disse...

wow...adoramos o seu blog :)
Desculpe a intrusão mas gostámos mesmo muito

se quiser passe pelo nosso também e aproveite para participar no nosso passatempo.

Continue o óptimo trabalho!